Dor de cabeça: conheça os vilões deste incômodo!

A cefaleia, popularmente conhecida como dor de cabeça, é uma condição classificada em:

  • Primária: tem como maior exemplo a enxaqueca, que consiste em um distúrbio vascular (isto é, da distribuição sanguínea e funcionamento dos vasos) no cérebro.
  • Secundária: relaciona-se a outros distúrbios, que terão como sintoma a cefaleia. Por exemplo, um tumor causará dores de cabeça pela compressão realizada em outras estruturas cerebrais.

Mas, você sabia que diversos hábitos, doenças e condições de vida podem ser responsáveis pelas suas dores de cabeça? A seguir, conheça alguns dos motivos, e também como intervir!

#1: Alcoolismo

Por diversos mecanismos, o álcool pode provocar cefaleias intensas, e consequentemente, interferir no dia a dia do indivíduo. É obvio que esta consequência surge em indivíduos que abusam da substância, e não para os que o fazem socialmente.

Portanto, uma forma de prevenção, é reduzir os níveis de álcool, e se possível, aboli-los!

#2: Dificuldades para enxergar

Inúmeros problemas visuais são responsáveis pelas dores de cabeça, e talvez o mais conhecido, seja a miopia. Portanto, indivíduos que sentem cefaleia ao final do dia, e possuem crises de enxaqueca recorrentemente, associadas à dificuldade de enxergar, devem procurar um oftalmologista.

Muitas condições se resolvem com o uso de lentes e óculos, enquanto outras requerem cirurgias. Portanto, se possui estes sintomas, busque um oftalmologista de sua confiança!

#3: Hipertensão arterial

Popularmente conhecida por pressão alta, esta doença danifica todas as artérias do corpo, pelo fato do sangue circular em alta velocidade e pressão.

Portanto, se você é portador desta condição, ou ainda, possui pressão acima dos valores normais, busque um cardiologista para iniciar, ou ainda, modificar o tratamento.

#4: Distúrbios hormonais

Os hormônios são responsáveis pelo controle de muitas funções em nosso organismo. Por esse motivo, qualquer desequilíbrio desta importante maquinaria, causa os mais diversos efeitos, inclusive as dores de cabeça.

Quando associadas a outros sintomas metabólicos e hormonais, deve-se suspeitar de distúrbios, e buscar um endocrinologista, que é o médico especialista na área!

#5: Exposição excessiva a ruídos e/ou claridade

É comum a queixa de dor de cabeça após muito tempo em contato com a claridade ou a ruídos. Nestes casos, deve-se investir em analgésicos e evitar a nova exposição aos mesmos fatores.

Em casos de trabalhadores expostos a uma destas condições, é preciso utilizar equipamento de proteção individual.

#6: Estresse

Quando o indivíduo está submetido a uma situação estressante, podem surgir sintomas como dores de cabeça, náuseas, diarreias, e muito mais. A explicação é de uma “resposta” do organismo, de modo a preparar o indivíduo para enfrentar a “luta”. Porém, se os estímulos persistirem, pode-se tornar uma doença.

Nestes casos, é preciso alterar os hábitos de vida, investir em terapias, e se possível, retirar o fator estressor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This