Depressão: é preciso abrir os olhos para esta doença

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que mais de 11 milhões de brasileiros enfrentem a depressão. Portanto, é muito provável que você ou alguém próximo esteja sofrendo deste transtorno.

Depressão não é frescura, muito menos preguiça. Trata-se de uma doença que acomete a mente, e pode levar a incapacidade do indivíduo. Sim, todos precisamos abrir os olhos e estar atentos aos sintomas.

O médico especialista em diagnosticar e tratar esta condição é o psiquiatra, mas qualquer profissional da saúde pode auxiliar na sua identificação.

A seguir, conheça os principais sintomas da depressão, e caso reconheça-os em amigos e familiares, alerte-o sobre a necessidade de buscar um medico!

Alterações no peso

Um drástico emagrecimento ou mesmo o ganho de peso, em um curto período de tempo, podem ser indicativos de depressão.

Na doença, existem os dois extremos: os pacientes que sentem muita ou nenhuma fome. Além disso, a alteração do peso está relacionada com as mudanças que ocorrem no corpo do indivíduo.

Distúrbios do sono

Assim como no peso, existem dois extremos de mudança do sono:

  • A insônia: que seria a dificuldade em manter o sono durante toda a noite;
  • A hipersônia: além da necessidade extrema de ficar na cama, o indivíduo tende a dormir mais de 10 horas por dia.

Dificuldade de concentração

Desempenhar atividades cotidianas pode tornar-se uma difícil missão para aqueles que sofrem de depressão. Isso porque a queixa de cansaço extremo é muito comum, bem como a dificuldade de concentração e esquecimentos.

Isolamento social

Este pode ser um dos primeiros sinais dados pelos indivíduos que sofrem de depressão, e devem ser notados por aqueles que estão próximos.

Tal sintoma ocorre tanto no momento do trabalho, como na integração com familiares e amigos.

Perda de prazer

A depressão faz com que o indivíduo perca suas motivações e desejo de realizar atividades que antes lhe traziam prazer – por exemplo, a prática de um esporte, sair com os amigos, e outros.

Geralmente é associado com o isolamento social, e novamente, deve ser uma preocupação para aqueles que estão próximos.

Ideação suicida

Embora nem todos os pacientes tenham esse sintoma, e da mesma forma, a ideação suicida não é um sintoma exclusivo da depressão.

Trata-se de uma situação extramente preocupante, que exige intervenção imediata – e muitas vezes, exige internamentos.

Portanto, na presença destes sintomas, busque imediatamente um médico. E, caso conheça e/ou conviva com alguém que está passando por essa situação, ofereça apoio e incentive a busca por ajuda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This