Conheça bons motivos para tratar a sua dor de garganta

A dor de garganta costuma ser um sintoma muito incômodo, que inclusive, dificulta a alimentação. Ela pode ter duas origens:

  • Viral: quando causada por vírus, muito comum em quadros de gripe e resfriados. Esta tem duração limitada.
  • Bacteriana: infecção causada por bactérias, que acometem a faringe e/ou amígdalas, e que necessita de tratamento com antibióticos.

Muito além da dor, certos “tipos” de dor de garganta podem servir de ameaça para a sua saúde. Para isso, é essencial buscar um médico para que o tratamento adequado seja instituído.

A seguir, conheça mais informações sobre o assunto!

Infecção “perigosa”

Como já lhe dissemos, a infecção viral tende a se resolver espontaneamente. Ela pode ser acompanhada de sintomas, como coriza, dores no corpo, cansaço, dores de cabeça, e outros.

Em contrapartida, a infecção bacteriana necessita de tratamento com antibióticos, visto que estes serão os responsáveis por exterminar os microorganismos. E, existe um tipo especial de agente (o Streptococcus beta-hemolítico do grupo A), que quando não tratado, pode cursar com a chamada febre reumática.

Para evitar esta complicação é essencial que o médico avalie o paciente e indique a melhor forma de tratamento para cada caso.

Afinal, o que é a febre reumática?

A febre reumática é uma condição muito comum em indivíduos que não tratam corretamente a dor de garganta com antibióticos (em situações que estes seriam necessários).

Geralmente, o paciente começa a sentir dor em articulações, e há uma mudança nas “juntas” que são acometidas. Por exemplo, a dor pode iniciar nos cotovelos, e depois passar a ser nos joelhos.

Além disso, alguns pacientes sofrem de coreia, que é um distúrbio onde o paciente apresenta movimentos descoordenados, andando para um único lado, com dificuldades para falar e escrever.

Também, é possível que haja um acometimento do coração, desenvolvendo uma infecção no tecido chamado endocárdio – por isso a condição leva o nome de endocardite.

O médico irá avaliar estes pacientes, e mediante a solicitação de um exame de sangue (feito em laboratório) é possível confirmar o diagnóstico.

Existe cura?

Por mais que a febre reumática pareça ser uma condição assustadora, é válido lembrar que é totalmente possível controlá-la.

Para isso, utilizam-se antibióticos, sendo a penicilina o mais adequado. Depois de ”tratada”, recomenda-se a injeção do medicamento a cada 3 semanas, por um tempo a ser determinado pelo médico.

Portanto, para evitar todas estas complicações, busque um médico quando sentir dores de garganta acompanhadas de febre e outros desconfortos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This