7 coisas que você deveria saber sobre o Botox!

O Botox é o nome comercial que se dá para a toxina botulínica, uma substância produzida por uma bactéria (Clostridium).

A mesma substância e bactéria são responsáveis pelo botulismo, uma doença que causa paralisia de diversas partes do corpo.

Atualmente, este composto é fabricado pela indústria farmacêutica e utilizada para diversas finalidades. Juntamente, existem alguns riscos associados com este uso, e também, alguns alertas para quem já realizou aplicações.

Saiba tudo a seguir!

  1. O Botox é utilizado para fins estéticos

Sabemos que a toxina botulínica vem sendo amplamente utilizada para preencher linhas de expressão, e juntamente, causar uma paralisia local da face, garantindo um aspecto de pele mais jovem.

O problema é que as aplicações incorretas para este fim, poderão trazer diversos malefícios, os quais você conhecerá a seguir.

  1. Pode ser utilizado no tratamento da hiperidrose

A hiperidrose é uma condição em que o paciente apresenta sudorese excessiva, principalmente em mãos, pés e axilas.

Se trata de uma condição incômoda, e que reflete em todas as atividades diárias do paciente.

A aplicação de botox elimina temporariamente as glândulas sudoríparas, evitando que haja a produção do suor. Para que esta seja efetiva, deverá ser aplicada de tempos em tempos (geralmente, em intervalos de 6 meses – 1 ano).

  1. É uma excelente opção para tratar tiques que envolvem movimentos

Milhares de pessoas sofrem com “tiques”, onde há uma repetição de determinados movimentos, de forma involuntária.

Uma das formas de prevenir este, é aplicando o Botox, que provocará um relaxamento muscular, retardando os movimentos.

  1. O botox pode causar paralisia facial

Da mesma forma que ocorre no botulismo, a aplicação incorreta do botox pode promover uma paralisia facial indesejada nos pacientes, levando a uma série de complicações.

Além de toda a musculatura da face, pode haver comprometimento palpebral e dos músculos do olho, impedindo que o paciente mova seu olhar para as diferentes regiões.

Portanto, quando for realizar o procedimento de aplicação, busque sempre um profissional competente e qualificado para tal!

  1. Não são todas as pessoas que poderão utilizá-lo

Existem algumas situações específicas em que o uso do Botox deve ser avaliado minuciosamente:

  • Gestantes e durante a amamentação: pela presença do feto, e também pelo contato e passagem de nutrientes, é ideal que este seja evitado, de modo a prevenir o botulismo no feto.
  • Alergia: pessoas com hipersensibilidade ao composto principal, deverão evitar o uso e aplicações do composto.
  • Presença de inflamação local: quando houver qualquer lesão que contenha infecção, não poderá ser feita esta aplicação!

Portanto, antes de realizar uma informação, conte ao seu médico toda a sua história pessoal, e também tire as suas dúvidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This